20 de janeiro de 2017

[Conto] Dois textos aleatórios e breves

Resgatei dois breves textos que escrevi em momentos diversos.

O primeiro teve inspiração na imagem relacionada, então, nem tem muito o que se falar sobre ele. O segundo, por sua vez, é inspirado numa conversa no grupo que eu moderava no Facebook; parte do diálogo é, portanto, real.

Arte de Kyrie
Às vezes ela se sentia cansada. E a fera rugia alto, feroz. Era quando ficava inquieta, impaciente, brigava com todo mundo. Ninguém deveria chegar perto, cruzar a linha que demarcava seu espaço pessoal. A tigresa ficava ali, perto dela, olhando para qualquer um que ousasse incomodá-la.

Quando as coisas se ajeitavam, a tigresa se transformava em gata mansa, daquelas de colo. Mas apenas ela podia abraçar a criatura, pois a garota e a fera eram uma só, duas partes que se complementavam.


Ela sorriu, ajeitando os óculos grandes no rosto delicado.

— Não sou personagem de anime — protestou.

— Claro que é. Não com aqueles traços exagerados, mas é. Parece uma feiticeira urbana, que finge ser uma garota normal, cheia de problemas, e talvez os tenha mesmo, mas que é uma daquelas protetoras do mundo, sabe?

— Acha mesmo?

Havia interesse em seus olhos escuros. Era um elogio diferente.

— Acho não. Tenho certeza.

0 comentários:

Postar um comentário