5 de maio de 2017

Como eu consigo vender alguma coisa toda semana na Amazon?

Glass of water by Giulia
Eu sou bem contra/averso a quaisquer postagens com dicas/regras/conselhos para muitas coisas. Leio algumas e, sinceramente, dá vontade de rir (na verdade, eu costumo rir mesmo). Acredito que, para a boa escrita, o conhecimento da gramática, bons dicionários, muita leitura e exaustivas pesquisas podem ser o começo. Os anos dirão se o desejo de escrever é saudável, se o ator de sempre escrever, lapidar e reescrever é útil e se sairá algo bom de tudo isso.

Em termos gerais, apenas sente-se e escreva, descubra-se e aperfeiçoe-se! É o caminho que conheço, que sigo e funciona. Nada contra quem faz cursos de escrita, quem precisa ser guiado. Eu me sinto bem à vontade com a tentativa e erro. Não é, porém, algo que eu recomende (exceto a parte de "conhecimento da gramática, bons dicionários, muita leitura e exaustivas pesquisas").

Além da parte escrita, que é aconselhável cada um descobrir o que funciona ou não, algumas pessoas possuem a persistente mania de pedir dicas para a divulgação e promoção de suas obras. Longe de mim querer fazer um manual infalível, mas a seguir estão algumas das coisas que faço e costumam ter pequenos e significativos resultados:
  • Página no Facebook, de preferência para o autor; o conteúdo deve ser sempre atualizado, mas não é obrigatório ser só sobre os livros.
  • Blog, e repito a sugestão dada para a página, acrescentando que num blog a diversidade das postagens é bem maior e pode alimentar as postagens da página.
  • Perfil no Twitter, para interações instantâneas. Ou algo assim.
  • Não seja spammer! Todo mundo odeia spams. Todo mundo. Até você. Não encha a página, o blog, a caixa de entrada de e-mail, o chat, os grupos de rede social alguma de propaganda de seus livros.
  • Se você publicou na Amazon, a cada 90 dias você tem 5 dias para deixar seu livro gratuito. Muitos recomendam jamais fazer uso deles; eu digo o contrário. Faça bom uso disso, de modo estratégico. Atrairá leitores, inclusive os que não podem comprar seu livro por diversos motivos. Você precisa de leitores no momento, não?
  • O mundo não gira ao redor de você e sua obra. Saiba apresentar sua obra em momentos oportunos (é quase uma extensão da parte de não ser spammer, na verdade).
  • O critério de fazer parte de um grupo ou não é seu. Eu evitaria ficar perto de autores com mais experiência, com anos de mercado. Eles costumam ser péssimas influências. Junte-se a quem tem pouco tempo na estrada e esteja disposto a dar bons conselhos e dicas;
  • Saiba aproveitar tendências. Todo ano, em algum momento, o tema de seu livro pode estar em alta. Saiba quando tirar proveito disso.
Acho que é, basicamente isso.

O resto é trabalho duro, paciência e saber lidar com adversidades.

0 comentários:

Postar um comentário