Esboços & Devaneios #5

Simon Stålenhag
Quando resenhei Dinossauros, coletânea de contos publicada pela Editora Draco, mencionei a existência de um plot envolvendo essas fascinantes criaturas pré-históricas. Não é nada complexo; é bem simples, na verdade, e já apresentado em Colisão.

Aliás, vocês podem até ler no Wattpad a versão beta, que possui a seguinte sinopse:

Dorian tem um dom estranho: ele consegue vislumbrar o passado, conhecendo dinossauros e diversos animais pré-históricos; com isso, aprendeu sobre vários deles. Mas nunca imaginou que, após um misterioso evento, fosse usar o conhecimento adquirido nas observações para algo ainda mais primitivo: sobreviver.

Capa da versão beta de Apocalipse D.
Mas, como eu dizia, a ideia já havia sido apresentada em Colisão, sendo um dos momentos mais divertidos que já escrevi. No capítulo 24, os protagonistas vão parar numa realidade alternativa, um mundo onde os dinossauros, principalmente, dominaram outra vez o planeta, levando a humanidade quase à extinção. Como o foco do romance era apresentar amostras de outros mundos, que vão se chocando com o que viviam os personagens principais, não aprofundei tanto quanto gostaria...

... até surgir o plot para um conto, que não terminei.

Então, Apocalipse D é um aglomerado de ideias e influências: de cara, posso apontar os filmes da trilogia Jurassic Park (Jurassic World é muito ruim!), em algum grau tem algo de Dinotopia também, um pouco de King Kong (não, não teremos gorilas gigantes... acho), em todas as versões (mas vamos nos centrar na original, de 1933, e na megalomaníaca de Peter Jackson, de 2005), além de O Mundo Perdido (a série, em primeiro lugar, e o livro, que li posteriormente) e a série britânica Primeval (que deveria ter parado antes de se complicar e ser cancelada)... e temos um apocalipse pré-histórico!

Sobre as ideias: em parte, aquele lance das camadas do espaço-tempo se fundindo é interessante, então não foi complicado encaixar isso na trama sobre alguém que poderia vislumbrar tempos passados e futuros e levar as duas coisas aos dinossauros (e outros animais pré-históricos) retornando pra devorar seres humanos e causar a quase extinção da raça humana.

Por ora, minha concentração é apenas num primeiro volume, centrado na luta feroz do protagonista contra tudo e todos para salvar a namorada, enquanto o apocalipse começa. É bem simples, é bem objetivo, com dinossauros... No Pinterest, contudo, há pistas do que pode vir na(s) sequência(s).

Mas nada me impedirá (exceto minha indisposição, é claro) de escrever uma versão mais decente do que a criada por Victor Milán em Os Senhores dos Dinossauros.