Falam por aí #1: Fragilidade

Lançado em 2017, Fragilidade é quarto capítulo de Paracosmos, a saga de fantasia sombria sobre um grupo de crianças e adolescentes marcados por traumas e dotados de poder, uma combinação perigosa e delicada, assim como qualquer emoção. 

Um simples esbarrão e o paracósmico Abrão vislumbra o destino de Daiane, até então uma completa desconhecida.

Intrigado com seu suicídio, ele resolve descobrir mais sobre os motivos e causas e, após obter detalhes de sua vida, parte em busca de vingança. Mas não pelo suicídio.


Abaixo, as resenhas e os comentários que o conto já gerou:

Fragilidade é um conto que conversa com o leitor, conversa sobre perspectiva, sobre vida, limitações, sobre dores, sobre perder e se perder. É uma conversa segura e responsável sobre suicídio, que não usa estupro como recurso literário, e que te abraça e te faz encontrar na narrativa algo que eu poderia chamar de conforto.
Alice Cristina, no Skoob

Fragilidade é um grito no escuro, um denotar apreensivo, onde muitos leitores podem se identificar. Eu, particularmente, me identifiquei. Não se trata apenas de um conto, mas sim de um farfalhar infindável de razão e consequência, ou melhor, crime e castigo.