Sobre o que publiquei de janeiro a junho de 2018


Ano passado, fiz uma postagem semelhante a esta, falando da produção do primeiro semestre.

Então, mantendo a tradição e me comprometendo a produzir, no segundo semestre deste ano, ao menos mais seis títulos, um por mês, eu gostaria de escrever algumas palavrinhas sobre o que já saiu até o momento.

Em janeiro, comecei com o conto de fantasia épica A Estrela, que acabou sendo muito recebido e elogiado, além de me dar uma ideia que, espero, possa ser, aos poucos, explorada. Com elementos de mitologia nórdica, contos de fadas e simbologia celestial, a jornada de uma garota e um imenso lobo acabou conquistando o hall de contos preferidos de algumas pessoas, além de mim.

A seguir, em fevereiro, trouxe a distopia Obsolescência, anteriormente publicada no Wattpad para um concurso de scifi sobre realidades alternativas. Na trama, num governo completamente movido pelo capital e o consumismo desenfreado, a cidadania só é garantida enquanto puder ser constantemente comprada e renovada em forma de produtos e serviços.

Para março, deixei O Cão Negro finalmente vir à tona, após anos e anos procrastinando. Reunindo diversos contos, trata-se de uma novela de horror sobre um espírito canino francês, que atravessa os séculos e os mares para cumprir sua vingança. Desde sua publicação, tem obtido um admirável sucesso em vendas e aceitação do público.

Abril rendeu bastante: o conto satírico de humor negro Lésmicas foi publicado e diversas traduções ocorreram. O Templo da Mãe Negra saiu em espanhol, assim como Esclera, A Casa de Praia e A Estrela, todos pelo Babelcube.

Em maio, outra tradução ocorreu, agora A Casa de Praia chegando aos leitores da língua inglesa. E o conto de fantasia urbana com elementos de suspense e folclore A mãe-da-lua estreou, sendo o último título de ficção do semestre.

E fecho junho com Deuses & Gatos: A simbologia dos felinos, uma obra sobre símbolos e lendas envolvendo diversos felinos. Serve de homenagem ao meu gato, Dino, que faleceu em maio.

0 comentários:

Postar um comentário