Em tempos sombrios, resta-me escrever

Eu deveria aparecer mais aqui, comentar sobre meus escritos, deixar este blog mais atualizado, porém somam-se tantas coisas, tantos desânimos e tantas incertezas (parte disso aumentou nos últimos dias, conforme pode ficar mais ou menos claro pela data desta publicação).

Estou escrevendo, num ritmo irregular, alguns projetos de maior fôlego, enquanto aguardo os resultados das vendas e críticas deste ano. Adotarei a estratégia de só dar continuidade, ano que vem, se os eventos forem minimamente favoráveis, a histórias e projetos literários com alguma aceitação, seja de público ou de crítica.

White Sky Dragon by sandara
A Jornada para Encontrar a Felicidade da Mamãe está para sair, inicialmente em formato impresso e depois digital, encerrando a produção ativa deste ano.

A partir daí, existem projetos em andamento ou bem perto da conclusão.

O mais avançado deles é O Colecionador de Sìlfides, uma fantasia épica juvenil sobre um necromante que coleciona, por algum motivo, diversas espécies de sílfides, e o futuro das Terras Perdidas está nas habilidades de um grupo formado por um humano e seu amigo lobisomem, uma filha de fada e um homem-urso, que a escolta para que forças medonhas não se apossem de um poderoso livro mágico, uma das princesas do reino dos silfos e seu irmão, um renegado sem asas, amigo de um beija-flor e uma salamandra que perdeu a capacidade de andar pelo fogo.

Ainda situado numa das Terras Perdidas, estou desenvolvendo uma história em parceria com a namorada, Deuses e Gatos, outra fantasia épica, agora protagonizada por gatos guerreiros enfrentando dragões que vivem sob a terra.

Um pouco afastada das Terras Perdidas, mas ainda ligada, a novela de fantasia urbana As Engrenagens dos Mundos apresenta uma dupla de adolescentes descobrindo um estranho mecanismo que pode alterar drasticamente as coisas do universo. E o perigo de se mexer demais com aquilo que não se conhece muito bem.

Aos poucos, Incantatrix, que está sendo planejada como uma novela segue ganhando formas, mas é um trabalho que trato como incerto, então falarei mais quando tiver perto do final. E estou para retomar As Terras de Edgar, mas ainda preciso decidir alguns elementos da trama.

E há projetos de terror/horror e fantasia sendo desenvolvidos, inclusive contos, que me tomam menos tempo, mas tudo depende do desempenho deste ano e dos eventos dos próximos meses.

Até lá, é isso.

Espero conseguir.

0 comentários:

Postar um comentário