"Contos de fadas são mais que verdade; não porque nos dizem que dragões existem, mas porque eles nos dizem que dragões podem ser derrotados." G. K. Chesterton


PseudoCrítica #2: Filmes natalinos para quem detesta Natal

A Krampus In My Stylus by JeffLeeJohnson
Fala, amantes da sétima arte!

Todo ano é sempre aquela coisa: a programação (seja na televisão ou no streaming) enche de filmes e episódios natalinos, sátiras, paródias e versões das velhas histórias clássicas, com finais moralistas e tudo mais.

Mas, se você, assim como eu, detesta o ar natalino e sente vontade de mandar às favas aquelas cançõeszinhas, vou deixar aqui alguns filmes que vi, todos em épocas natalinas, com Papai Noel, mas que são de bagaceira pura a subversão completa, de diversas épocas e lugares.

Se você ainda não viu algum deles, aproveita que ainda dá tempo e corre atrás e feliz N... e divirta-se aí!

SANTA'S SLAY (Uma Noite de Fúria), 2005


O primeiro da lista é um "terror" de humor negro canadense que eu tenho paixão. Na trama, Papai Noel (interpretado pelo ex-lutador profissional Bill Goldberg) é um dos filhos de Satã (Satan, Santa, sacaram?). Após perder uma aposta, ficou mil anos fazendo boas ações, mas agora ele está putaço e vai sair matando geral para compensar tanta bondade que foi forçado a fazer. E é isso. O filme não possui grandes atuações, é trash, é politicamente incorreto (como prova o trailer) e é ideal para quem aprecia imaginar o Bom Velhinho matando geral.



KRAMPUS (Krampus: O Terror do Natal), 2015


Se você é daqueles que não curte Papai Noel psicopata, pode ir neste aqui. Ainda que possua boas doses de sustos e sangue, é mais leve e muito divertido, com o "anti-Papai Noel" tocando o terror num bairro após um menino aprontar. Sem dar spoilers, tem até uma bela mensagem moral no final do filme, fazendo uma alternativa menos açucarada e mais divertida das fábulas natalinas que estamos todos fartos de ver anualmente.




Elfos zumbificados contra um Papai Noel badass, história de lugar assombrado, uma família perseguida pelo Krampus, troca de criança humana por uma duende e, por fim, Papai Noel enfrentando Krampus são algumas das histórias dessa antologia natalina sangrenta e com ótimos momentos. E ainda possui uma reviravolta nos interlúdios apresentados por William Shatner! Ou seja, se não viu, veja despretensiosamente o quanto antes.



RARE EXPORTS (Papai Noel das Cavernas), 2010


O último da lista deste ano é um filme finlandês de fantasia, horror e humor negro que vale muito seu precioso tempo. Extrapolando criatividade, a trama acompanha um grupo de homens (o elenco todo, por sinal, é masculino) que acabam capturando um velho nu e bastante violento... e ele pode ser o Papai Noel! Até aí, beleza, mas a coisa vai se tornando cada vez mais inusitada: não se trata apenas de um, mas há vários deles, e nem tudo é exatamente o que aparenta ser. É um filme deveras divertido, com ótimos efeitos práticos e visuais, que consegue unir diversos elementos das indicações anteriores, e tudo numa trama simples e generosa em sangue.