É, estou escrevendo para crianças também

Shooting Stars by Jessica M. Gibson
Há quase duas semanas, após mais de vinte dias escrevendo e cinco revisando, inscrevi duas histórias infantis para o Prêmio Barco a Vapor. Ainda não posso falar a respeito delas, uma vez que o edital solicita total discrição e ineditismo, mas posso afirmar que são, respectivamente, uma novela e um conto e adorei escrever ambos os textos.

Embora eu tenha me aventurado em alguns contos infantis protagonizados por Rube, nunca me imaginei escrevendo nada fora desse universo mágico sobre livros e mundos fantásticos. Na verdade, meu plano sempre foi amadurecer a personagem, iniciando sua jornada em contos e novelas realmente infantis, mas depois indo a tons mais juvenis.

Quando me sentei para escrever os capítulos iniciais de A Jornada para Encontrar a Felicidade da Mamãe, por exemplo, eu usei como base os conselhos de Tatiana Belinky (e já os havia usado anteriormente, nos contos), pois criar uma história voltada ao público infantil é uma das coisas mais difíceis de se fazer e comumente nos deparamos com escritores cometendo diversos absurdos, seja em plots sem sentido, seja em uma narrativa que trata como idiota a criança.

E aqui estou, com histórias não só de Rube, como também de outra personagem, por sua vez envolvida num tipo de magia diferente da apresentada nas histórias de minha filha literária; há ainda projetos com uma pegada menos sombria ou violenta, como é o meu estilo maus usual, visando leitores abaixo de 14 anos.

Além disso, estou num curso de mediação de leitura, que pretendo, com o tempo, falar mais a respeito.

A questão é: tem sido divertido escrever para um público mais jovem (embora eu nunca tenha, de fato, pensado muito que escrevo para jovens adultos ou adultos; eu apenas escrevo aquilo que gostaria de ler às vezes), pois me fez rever alguns (dos poucos) bons momentos de minha infância e querer dialogar mais com gente de diversas idades, e esse diálogo, acredito eu, seja essencial para formar novos leitores e conquistar alguns para minha literatura.

0 comentários:

Postar um comentário