Resenha #15: O auto da maga Josefa [Paola Siviero]

Ano: 2018
Páginas: 250
Editora: Dame Blanche
SINOPSE: Toda lenda tem raízes na realidade e Toninho sabe disso melhor do que ninguém – a seca é apenas uma das muitas maldições que assolam o Agreste. Fantasmas, vampiros e gigantes não assustam esse jovem caçador de demônios, mas ele se surpreende ao conhecer a misteriosa Josefa, que também percorre as estradas áridas do Nordeste atrás de criaturas malignas. As intenções da maga em lutar contra os seres de outro mundo talvez sejam obscuras, mas a jornada ao seu lado certamente será uma aventura inesquecível...

Ritual by Moe Balinger

Finalmente resenha de um livro bom!

Não vou demorar muito falando sobre O auto da maga Josefa, afinal é um livro tão pequeno, composto por 11 contos (o prólogo + 10 capítulos com início, meio e fim) que se demorar mais é dar spoilers e estragar a graça da leitura.

E como tem graça!

Paola Siviero entra no hall de escritoras de literatura fantástica que merecem nossa atenção (e figura em uma listinha de pessoas que irei acompanhar os próximos trabalhos). Aliás, eu ainda defendo a teoria de que a mulher é a pessoa certa pra fantasia e nós, homens, temos muito que aprender com ela.

Habitado por criaturas de nosso folclore e de outros, o Nordeste se torna palco de divertidas histórias e caçadas da dupla de protagonistas. Golem, lobisomem, vampiro, demônios, fantasma, sereia, múmia, dragão e até chupa-cabras são alguns dos seres que figuram as histórias bem escritas e com ritmo que não para.

O e-book, que merece uma edição física ilustrada com xilogravuras, é um amálgama de nossos causos com elementos estrangeiros, adaptando (até demais pro meu gosto, o que me incomodou um pouco) lendas europeias ao nosso jeitinho.

Claro que nem tudo são flores: há decisões estranhas, algumas soluções parecem fáceis demais, sobretudo quando alguns problemas são complexos o bastante; e a revisão deixou pequenos erros passando, além da diagramação possuir uns leves problemas. Talvez menos pressa na escrita, com páginas a mais, e um preparo maior na edição, fizessem deste livro uma pequena obra-prima do nosso fantástico.


NOTA: 8,9

0 comentários:

Postar um comentário