Quer entender a treta do cyberagreste e por que estamos investindo no sertãopunk?

Bacurau
Acompanhe a sequência de links:





E não vamos parar por aí, não. Tem mais coisa chegando, inclusive a criação de uma proposta de gênero especulativo ainda mais abrangente que o sertãopunk.

Aguardem.

0 comentários:

Postar um comentário