2019: Entre a fantasia e a realidade (nos meus projetos)

SDCC - Year of the Writer by juliedillon
O ano se aproxima do fim, e as coisas vão, aos poucos, sendo concluídas e dando lugar a outras.

O clima de final de ano traz um ar de mudanças, e não é incomum sentarmos e refletirmos sobre os acontecimentos dos meses anteriores, percebendo os saldos tanto positivos quanto negativos dos eventos.

Como escritor, sinto-me parcialmente satisfeito com a produção deste ano, embora tenha falhado com o projeto de escrever um conto por semana. Consegui manter, contudo, por metade de um ano, a publicação de um e-book mensal.

Ainda que eu sinta enorme prazer na ficção, a necessidade me obriga a me levantar um pouco da zona de conforto e ir, aos poucos, dirigindo-me a novos desafios.

Em parte, estou me dedicando a estudar ainda mais os gêneros literários e as teorias literárias da ficção, além de complementar conhecimentos já adquiridos; são coisas que me ajudarão tanto como escritor e roteirista (e ghostwriter também) quanto como editor e leitor crítico, oferecendo, assim, serviços melhores aos meus leitores e futuros clientes. E em outra, propus-me a estudar a não-ficção, até porque possuo mais interesse, como leitor, em obras acadêmicas e teorias relacionadas a mitologias, religiões, história e folclore, então creio que seja bom conseguir escrever decentemente textos assim.

Não há planos para muitos contos escritos ou publicados ano que vem, mas também não será um ano de hiato. Talvez saia um romance e uma novela, alguma noveleta, seguindo como base o que foi mais vendido este ano.

Meu foco, portanto, será maior em estudar gêneros textuais e topologia textual, aprimorando meus serviços como editor e leitor crítico, além de me tornar mais eficiente na escrita de documentos de não-ficção.

Se o ano que vem será bom ou não para escritores, não sei, mas que é preciso seguir andando, isso é, com toda a certeza.

0 comentários:

Postar um comentário